História

A Congregação das Irmãs Fransciscanas de Nossa Senhora do Amparo é uma Congregação brasileira. Nasceu em Petrópolis, da experiência e vida evangélica do grupo de educadores que constituía o corpo docente da Escola Doméstica de Nossa Senhora do Amparo, fundada pelo Sacerdote de Jacareí (SP), Padre João Francisco de Siqueira Andrade.

 

A Escola surgiu no fim do século passado, após a Guerra do Paraguai, época em que se iniciava no Brasil o processo de emancipação da escravatura. Diante da situação social, Padre Siqueira sente forte no seu coração o apelo de Deus e inicia um trabalho pioneiro na educação e amparo às meninas pobre e órfãs, preparando-as para o trabalho com o qual pudessem se manter e, especialmente para boas e cristãs mães de família.

 

Deixou para a Congregação o seu Carisma e Missão de educação e amparo, especialmente às crianças mais pobres.

 

O Colégio Nossa Senhora do Amparo, dirigido pelas Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Amparo é uma escola católica cuja filosofia e valores estão enraizados nos princípios da Educação Siqueirana, legado dos Fundadores à Congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Amparo, desde os idos de 1871.

 

Instalados em 17 de abril de 1942 o Amparo tem seus princípios pautados no ideal de educação dos Fundadores, Pe. Siqueira e Irmã Francisca Pia. Estes elegeram a educação como ideal de suas vidas, fazendo do espaço escolar um ambiente saudável onde se busca conhecimentos e desenvolver ao máximo o potencial de que cada educando é dotado, sem jamais esquecer da educação do coração, ou seja, despertar no educando o “amor ao Ente Supremo, autor de nossa existência “, amor este voltado para o compromisso com o próximo, sobretudo o mais necessitado (cf. Doc. IES).

 

A Pedagogia Siqueirana prepara para vida e prioriza a educação do coração, sabe que o ser humano não nasce com todas as aptidões desenvolvidas e que precisa ser conduzido para poder encontrar e assumir mesmo.

 

O Colégio Nossa Senhora do Amparo nestes 68 anos tem uma longa história. Uma trajetória extensa, no sentido de rememorar os tempos passados e rever a estrada percorrida. É Ter certeza de que, em todos os tempos idos e vividos, não faltou a presença invisível e quase palpável do idealizador da Escola Doméstica Nossa Senhora do Amparo, pioneira e sementeira de tantas outras casas de amor aos pobres. Com ele, por certo a Operária de Deus, Madre Francisca Pia, a Mamãezinha, sempre reverenciada como amor e carinho. As Irmãs, tendo por missão defender a vida, resgatar a dignidade do homem e da mulher, a fim de que eles possam alcançar seu pleno desenvolvimento como filhos queridos de Deus, encontram-se presentes em seis Estados brasileiros.

 

“É uma história que começou em 1942, que continua hoje, depois de 6 décadas, que vai continuar sempre, porque o amor não se encerra num capítulo nem termina na Terra em que vivemos.

 

Missão

Em sintonia com a contemporaneidade, o Colégio Nossa Senhora do Amparo tem como horizonte inspirador o Paradigma Siqueirano, ideal que desafia o tempo e trabalha na construção de uma sociedade justa, fraterna e solidária, visando ao desenvolvimento do ser humano em todas as suas potencialidades. Para que seja membro atuante e construtor de sua própria história e do mundo em que está inserido, propomos uma educação dinâmica, inclusiva e empreendedora.

 

Visão

O Colégio Nossa Senhora do Amparo, dirigido pelas irmãs franciscanas de Nossa Senhora do Amparo é uma escola católica cuja filosofia e valores estão enraizados nos princípios da Educação Siqueirana legados dos Fundadores à Congregação das irmãs Franciscanas de Nossa Senhora do Amparo, desde os idos de 1871.

 

Prestar serviços educacionais na linha evangélico-libertadora à comunidade, educar com o coração e responsabilidade social, produzir conhecimentos e despertar talentos criativos e empreendedores.

Valores

A educação do coração significa abrir portas para a cidadania, formar homem e mulher com o rosto do sonho de Deus, isto é, educar para solidariedade e vivência dos valores: Amor, espiritualidade, fraternidade. Ética, respeito mútuo, responsabilidade, autonomia, senso crítico e integridade.